Mão com celular e holofote com objetos como computador, livros, pessoa, ficha, representando o registro de marcas feito por uma equipe

A realização do registro de marcas no Brasil é um passo fundamental a ser dado pelas organizações para sua proteção legal, garantindo exclusividade da identidade do seu negócio. Somente a partir dele o empreendedor pode se considerar protegido e estará apto a gozar de todas as prerrogativas estabelecidas na lei.

 

Neste texto, apresentaremos 4 dicas valiosas para sua realização, visando proporcionar um processo de registro de marcas bem-sucedido, protegendo assim um dos ativos mais valiosos de qualquer empresa.

 

Homem a frente com ampola na mão e uma equipe de especialista de fundos representando o tempo para registro de marcas

1 -Inicie o processo de registro de marcas o quanto antes

 

A primeira dica é simples, mas muito útil: inicie o processo o mais cedo possível para garantir que você seja o primeiro a reivindicar os direitos sobre sua marca distintiva. 

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial segue o princípio do “primeiro a depositar”, o que significa que a prioridade é dada ao primeiro pedido de registro. 

Lembre-se, o registro de marcas é um investimento essencial na segurança e sucesso a longo prazo do seu negócio. Então quanto antes for garantido, mais consistência proporcionará a todos os aspectos da sua empresa, sendo responsável, em parte, pela sua consolidação no mercado e junto aos clientes.

 

Mãos de mulher digitando fazendo uma pesquisa de registro de marcas em um computador

2 – Realize uma pesquisa prévia abrangente

 

Antes de submeter o pedido de registro de marcas, é importante verificar se já não existem outras empresas com a mesma em uso.

Sendo assim, a dica aqui é conduzir uma pesquisa prévia bastante abrangente para evitar que sua marca entre em conflito com marcas já existentes. Isso não apenas ajuda a evitar objeções durante o processo, mas também reduz o risco de litígios no futuro. 

Além disso, o pedido pode ser indeferido por este motivo, acarretando atraso na obtenção do registro. O INPI oferece ferramentas online para realizar essa pesquisa, mas contar com a assistência de um especialista pode aprimorar ainda mais a precisão da pesquisa, evitando desperdício de tempo nessa etapa.

 

3 – Acompanhe o processo regularmente:

 

Desde o pedido de registro até sua obtenção de fato podem passar alguns meses. No entanto, é necessário acompanhar a sua tramitação regularmente. A dica é ficar atento às atualizações do INPI e responder prontamente a quaisquer exigências ou objeções apresentadas, pois este acompanhamento ativo faz com que seu pedido seja processado de forma mais ágil. 

Por exemplo, questionamentos sobre o pedido de registro ou solicitações de documentos adicionais costumam ter 60 dias de prazo disponível para apresentação de resposta, podendo o processo ser até mesmo arquivado caso não haja retorno em tempo hábil. 

Sendo assim, uma dica bônus dentro deste tópico é conferir a Revista da Propriedade Industrial (RPI), publicada semanalmente pelo INPI. Nela você poderá verificar se houve alguma contestação e todas as outras atualizações referentes ao seu pedido de registro de marcas.

 

Equipe de especialistas em registro de marcas

4 – Escolha um especialista em propriedade intelectual:

 

Essa dica é para quem prefere garantir que tudo ocorrerá da melhor maneira possível em cada fase do processo de registro de marcas. 

O universo de regulação da propriedade intelectual pode ser desafiador para quem não conhece a legislação e os trâmites burocráticos junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual.

Um profissional experiente ajudará a evitar erros comuns, otimizando cada tarefa do processo, o que pode diminuir até mesmo seu tempo de tramitação até a obtenção final do registro. Conheça a Pereira Bertozzi, uma consultoria em propriedade intelectual com mais de 30 anos de expertise no registro de marcas e patentes.

Ao seguir estas dicas e contar com orientação especializada, você estará protegendo não apenas a marca, mas também o futuro da sua empresa.Essas 4 dicas foram úteis para te ajudar no seu processo de registro de marcas? Então siga-nos nas redes sociais para mais conteúdos como esse: LinkedIn e Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Termos de uso
Usamos cookies para melhorar sua experiência ao usar nosso site. Se estiver usando nossos Serviços por meio de um navegador, você pode restringir, bloquear ou remover cookies nas configurações do seu navegador. Também usamos conteúdo e scripts de terceiros que podem usar tecnologias de rastreamento. Você pode fornecer seu consentimento seletivamente abaixo para permitir tais incorporações de terceiros. Para obter informações completas sobre os cookies que usamos, dados que coletamos e como os processamos, verifique nossa Política de Privacidade
Youtube
Consentimento para exibir conteúdo de - Youtube
Vimeo
Consentimento para exibir conteúdo de - Vimeo
Google Maps
Consentimento para exibir conteúdo de - Google
Spotify
Consentimento para exibir conteúdo de - Spotify
Sound Cloud
Consentimento para exibir conteúdo de - Sound